Team TWS

if you want to contact the TeamTWS send us an email to the agency
paulafranco@dreameragency.com

segunda-feira, 5 de maio de 2014

#TheWorldShape invites || SUSANA FREITAS

O The World Shape voltou a lançar o convite a um follower para uma colaboração com o #TWS! Desta vez a convidada é Susana Freitas, professora e pintora.
Depois de um longo período dedicado ao ensino da geografia quer a jovens, quer a adultos, na continuidade da sua paixão pela geografia, foi mais longe e iniciou um novo caminho na pintura. Escreveu e ilustrou um livro que irá publicar em breve e diz que conseguiu reunir 3 das suas grandes paixões: geografia, escrita e pintura. 

Durante o mês de Abril deu asas a um projecto, expor numa parceria inovadora: os seus quadros são eles próprios terapêuticos e por isso mesmo estiveram expostos no Centro de Haloterapia em Aveiro. Susana Freitas tem já outros projectos em vista, que estão a ser apaixonadamente preparados, e que irão conquistar o público.
O #TWS quer perceber como tudo começou e sobretudo partilhar com os seus followers esta alma que encanta através de uma personalidade tranquila e de uma força de vontade profunda. Alguém que inspira através da pintura. Hope you luv it, I did!!  Lot's of luv,  Pf

#TheWorldShape invites
SUSANA FREITAS 

Quando libertamos os desejos escondidos e enfrentamos o medo de os realizar, coisas fantásticas podem acontecer!

Andava eu a caminhar pelas margens da pateira de Fermentelos, num período menos bom da minha vida, quando me senti tão inspirada pelo que me rodeava que só queria saber pintar para transportar toda aquela calma e cores para a tela.  

O desencanto da alma não  me impediu de ver a beleza que me rodeava. As cores do Outono começavam a surgir e aos poucos deixei-me inspirar por tanta serenidade e beleza. Visualizei logo ali o que gostaria de pintar e de transmitir, contudo havia um problema: nunca tinha pintado, nunca fui praticante das artes decorativas, visuais, artísticas, nada... Sempre gostei de admirar arte, algumas experiências anteriores tinham-me levado a ser observadora e interessada pelas questões artísticas, mas apenas como observadora. Não deixei de pensar no assunto. Pedi ajuda a uma amiga, professora de Educação Visual, que foi comigo comprar os primeiros materiais. Vi que seria um hobby dispendioso, mas não me demoveu.

Fiz a primeira experiência sozinha e não me satisfez. Continuei a experimentar. Comecei a procurar pessoas que já tinham passado pelo mesmo que eu... Comecei a ser mais observadora...Tinha consciência das minhas limitações, os resultados não eram os que eu tinha imaginado, mas não desisti. Procurei uma professora e comecei a frequentar aulas. O meu entusiasmo era de tal ordem que eu tinha consciência da evolução que estava a ter todas as semanas. Não parei, experimentei várias técnicas, vários materiais, tentei praticar e experimentar o mais possível. Fazia trabalhos nas aulas, mas principalmente em casa. Gostava de ocupar os tempos disponíveis para aprender, melhorar, progredir.

Os horários foram mudando, a disponibilidade também, mas a realização que a pintura me tem trazido tem-me feito continuar  a procurar aprender sempre mais. 

Passaram dois anos e tive o privilégio de fazer uma pequena exposição, na freguesia onde tudo começou: Fermentelos. Chamei-lhe “As cores de Outono”.  A minha visão da arte é a minha visão. Para quem nunca tinha feito um risco, tenho trabalhado muito na minha evolução e sinto-me realizada com o que consegui até agora. Sei que ainda tenho muito trabalho pela frente até conseguir realizar o que imaginei, naquele dia, na Pateira. Sei que não agradarei a todos, mas quem agrada? Estou a agradar a mim própria, estou a fazê-lo por mim.      Os meus quadros pretendem transmitir calma, serenidade e a abstração do momento. Tudo aquilo de que precisamos em momentos difíceis para conseguirmos ver a inspiração, para não nos deixarmos perder no aparente caos, é transportarmo-nos para sítios calmos que nos ajudam a ver a vida de outra forma, muito mais bonita e serena. E não falta inspiração no nosso planeta fantástico. Foi isso que a pintura fez por mim nestes últimos 2 anos. A pintura e este processo criativo têm-me transformado numa pessoa diferente, mais calma e, ao mesmo tempo, mais corajosa para enfrentar medos antigos e realizar sonhos que estavam escondidos.       Depois de muitos anos, consegui escrever um pequeno livro que ilustrei, também. Outros projetos se seguirão. A pintura tem destas coisas: superarmo-nos todos os dias, também!  

Susana Freitas



Mais trabalhos e contacto em: http://sanafreitas.webnode.pt/
Facebook: Pedregulho na alma https://www.facebook.com/PedregulhonaAlma


all rights reserved by Susana Freitas

all rights reserved by Susana Freitas

all rights reserved by Susana Freitas

all rights reserved by Susana Freitas

all rights reserved by Susana Freitas

all rights reserved by Susana Freitas

all rights reserved by Susana Freitas